20120309

Uma fabulosa carta sobre a Marni na H&M

Não tinha ilusões quanto à (im)possibilidade de conseguir uma pecinha que fosse da Marni para a H&M. E ainda bem que não congeminei nenhum esquema para conseguir dar um salto ao Chiado para a eventualidade de sobrar alguma coisa para mim, porque teria sido uma viagem perdida.
Como já tinha dito aqui, e como contou a Maf, do Eye Love Fashion, 5 minutos depois da loja abrir, o cenário era o que podem ver aqui.

Entretanto, gostava mesmo de partilhar a visão (excelente, como sempre) da Catarina do Fabulous Letters from Lisbon sobre a aventura Marni/H&M. 
Leiam este post. Aborda uma questão que gosto muito de ver em qualquer publicação sobre moda, que é um certo apelo a alguma contenção do fashion victim -ismo e da corrida cega e desenfreada às compras. Está perfeito!



Não há ninguém que não goste de uma boa sessão de shop till you drop, mas c'mon... ter estilo está longe de ser sinónimo de sacar do cartão e passá-lo nos terminais MB até fazer faísca!

1 comentário:

S. disse...

looool tão verdade estas palavras! eu fiquei chocada com a rapidez que as peças esgotaram!